It all started with a faulty computer and an error which were stopping Guilherme Tomé Ribeiro from producing music without random interruptions.
The persistence led him to create the music that makes up his first EP. GPU Panic explores electronic textures in a nostalgic and enigmatic environment where sometimes the voice at the back leads the music and merges with the synthesizers, bass lines and beats that guide us through his songs. Tomé Ribeiro attended the 2016 October edition of the Red Bull Music Academy in Montreal, where he debuted the first single of this new project, “Tanger”, and where he also acted for the first time as GPU Panic, among artists such as Suzane Cianni, Veronica Vasicka and Kaitlyn Aurelia Smith

GPU Panic – como muitos engenhos – surgiu de uma limitação. Tudo começou com um computador defeituoso e um erro, que impediam Guilherme Tomé Ribeiro de produzir música sem interrupções aleatórias. A persistência levou-o a criar o seu primeiro EP.
“GPU Panic” explora texturas electrónicas num ambiente nostálgico e enigmático, onde, por vezes, a voz ao fundo conduz a música e funde-se com os sintetizadores, basslines e beats que nos guiam ao longo de três curtas viagens.
Guilherme marcou presença na edição deste ano da Red Bull Music Academy que decorreu em Montreal, onde estreou na RBMA Radio o primeiro single “Tanger” e actuou pela primeira vez como GPU Panic, numa noite que contou com a presença de nomes como Suzane Cianni, Veronica Vasicka e Kaitlyn Aurelia Smith.